Fotografia:  Earthwatch

Anualmente, a área de 125km2 é utilizada como tratamento natural de esgoto em aproximadamente 680 milhões de litros de esgoto bruto. As zonas úmidas também sustentam as pessoas que fazem da pescaria, do cultivo de arroz e vegetais um meio de subsistência.

Manish Kumar Das, é um dos colaboradores do HSBC treinado como um dos Líderes da Ciência Cidadã (CSLs), em Calcutá para coletar as medições da qualidade da água nessas complexas zonas úmidas. Ele também tem sido o principal influenciador a incentivar mais colegas a participarem do projeto. Manish, da Equipe de Aprovações da Qualidade, divulga a conscientização sobre a conservação da água em conversas e por meio de suas postagens no blog.

Ele afirma: "Melhorar o acesso à água doce tem um impacto positivo direto sobre as pessoas e as comunidades, levando a significativos benefícios sociais, econômicos e ambientais. Juntos podemos ajudar a melhorar o acesso à água limpa, e garantir que haja água limpa própria para consumo para as gerações futuras." 

 Um impacto permanente

O Cientista-Chefe, Dr. Manas Ray, do parceiro de pesquisa da Earthwatch, Nature Environment and Wildlife Society (NEWS), afirma:

"O projeto tem sido uma jornada proveitosa sendo possível e bem-sucedido com a participação dos CSLs nos eventos, bem como a pesquisa que realizam. Sem o apoio deles, a coleta de uma quantidade significativa de dados teria sido difícil."

No Dia Mundial das Zonas Úmidas 2015, foi realizada uma reunião em Chhainavi, com a Saltlake Fishworkers Welfare Organisation e representantes das comunidades de pescadores. Na sequência desta reunião, foi aprovada uma resolução denominada "Chhainavi Declaration", que define a administração científica das zonas úmidas. Esta resolução também foi compartilhada com a East Kolkata Wetlands Management Authority, em Bengala Ocidental.

Water Stories

American photographer Mustafah Abdulaziz presents images from an ongoing study of the global water crisis

Find out more